Humildade- Real e aparente- Prabhupad Saraswati Thakur

Humildade- Real e aparente- Sri Srimad Bhaktissidhanta Sasraswati Goswami Prabhupad- Aquele que canta o kirtan de Hari é necessariamente o descompromissado inimigo do materialismo e da hipocrisia. Aquele que canta o kirtan de Hari tem como sua constante função dissipar todas as errôneas concepções por pregar a Verdade da forma mais inequivocada e sem qualquer respeito em relação à pessoa, lugar ou tempo. Isto deve ser adotado mesmo que muito provavelmente, ele seja mal compreendido. É seu dever indeclinável se opor clara e francamente a qualquer pessoa que tenta enganar e danificar a si mesmo e aos outros por desrepresentar a Verdade devido à malícia ou pela genuína errônea compreensão. Isto será possível se aquele que glorifica o kirtan estiver sempre preparado para ser criticado pelas pessoas ignorantes e se qualquer desconforto vir até ele, isto irá lhe permitir fazer o bem aos seus perseguidores ao cantar a Verdade da maneira mais inequivocada e descompromissada. Se ele é relutante ou temeroso de considerações de auto-respeito ou desconforto pessoal ao cantar o kirtan sobre todas as circunstâncias, então ele não é qualificado para ser um pregador da Absoluta Verdade. Humildade implica perfeita submissão á Verdade e nenhuma simpatia para com a não-verdade. Uma pessoa que entretém qualquer parcialidade pela não-verdade não é qualificada para cantar o kirtan de Hari. Qualquer atração pela não-verdade é oposta ao princípio de humildade provinda da absoluta submissão a Verdade. Aqueles que servem a Verdade a todo momento através de todos os seus sentidos e não possuem nenhuma ânsia pelas trivialidades deste mundo, estão sempre necessariamente livre de malícia provinda de competições mundanas e são então capazes de repreender aqueles que estão ativamente engajados em perturbar a si mesmo e aos outros pelo método de oposição ou má representação da Verdade a fim de obtêr as recompensas de tal política na forma de perpetuação do estado de miséria e ignorância. O método adotado pelo servente de um bom preceptor para prevenir tais más representações da verdade é parte e parcela da verdade por si só. Isto pode não ser sempre prazeroso para as doentes suscetibilidades das mentes iludidas e pode ser até mesmo denunciada por elas como sendo um ato malicioso com o qual eles são tão familiares. Mas as palavras da Verdade vinda dos lábios de um leal e humilde servente de Hari possuem tamanho poder beneficente que todo esforço feito para obstruí-la serve apenas para vindicar ás mentes imparciais, a necessidade da completa submissão á Verdade Absoluta como sendo a única cura da doença mundana. Humildade que é aplicada no perfeito serviço da Verdade é necessariamente e qualitativamente diferente do seu protótipo pervertido que é praticado pelas astuciosas pessoas deste mundo visando alcançar seus fins mundanos. Aqueles que professam esta pseudo-humildade têm razão de sentir medo da pregação dos serventes de Sri Hari, de alguém cujo dever é expor a enorme possibilidade de prejuízo que é possuída pelas formas de conduta espiritual enquanto levados pelo caminho do serviço a não-verdade. (Do livro chamado “Vaishnavismo- Real e aparente”)

Nenhum comentário:

Postar um comentário