Apenas uma alternativa.

   Mesmo que o materialista diga que não acredita em pessoas ou objetos que ele não possa palpar ou ver com seus próprios olhos, como por exemplo- Deus em Pessoa, ainda sim ele mesmo, através da lógica, conclui que a faculdade com qual ele pensa- a mente, que também é invisível ao seu próprio olho mundano, na verdade, existe. Da mesma maneira, o espiritualista treinado na prática espiritual, mesmo que não possa ver sua própria alma e também a super-alma- Deus, ainda sim ele pode identificar que existe uma alma transcendental dentro do seu ser e que esta alma é que dá vida a todos os outros elementos, como a mente, inteligência, falso ego, terra, água- corpo físico etc. Ele também realiza que o verdadeiro amante da alma- Deus, também existe e se faz presente dentro dele (da alma) como também fora- como o Senhor Criador de tudo e de todos. Quando o fogo do desejo mundano é extinguido da mente e do coração pela chuva da misericórdia divina atraída pela prática espiritual estrita e determinada, a alma se torna totalmente pura e satisfeita, e quando ela (alma) deixa o corpo físico e sutil- composto pela mente, intelecto, e falso ego, ela (alma) toma sua eterna forma e alcança o mundo espiritual, com seu novo corpo composto por elementos transcendentais-sat-cit-ananda. Por outro lado, o materialista que constantemente se vê em um oceano de problemas, lamentações e medos, devido a sua oposição ao serviço a Deus e Seus devotos, é preso neste mundo material pela corda da própria arrogancia de se considerar 'mestre' de si mesmo ou de outros ou até mesmo se considerar ser igual (ou melhor) do que Deus. Portanto se alguém deseja seu próprio bem estar eterno, não deve ser invejoso do Senhor Supremo- o desfrutador constitucional de tudo e de todos, e ao invés disso, deve render-se a Ele e presta-lhe serviço amoroso, o qual, por natureza, concede infinito deleite á alma.

baldev b.

1999 MALASAIA SRILA BHAKTI PRAJNANA KESHAVA MAHARAJA APP DAY PM PART 2

Srila B.Thakur- Espanhol


"Después del tiempo de Śrī Caitanya Mahāprabhu, aquellos fieles a Él se mantuvieron alejados de los no devotos, para evitar contaminación. Viendo esto, la personalidad de Kali envió a sus representantes disfrazados para contaminar la Vaiṣṇava sampradāya. Presentándose como Vaiṣṇavas, ellos difundieron sus doctrinas perversas doctrinas, Y parecía tan inteligente y dedicado que sólo los devotos puros podían detectar su identidad real. Muchos devotos -- no sólo los más neófitos – fueron encantados por sus trucos. De esta manera los agentes de Kali introdujeron expertamente karma, jñāna, y anyābhilāṣa en la Vaiṣṇava sampradāya y causó que el suddha-bhakti desapareciera del mundo". ~ Śrīla Saccidānanda Bhaktivinoda Ṭhākura (Sajjana Tosani 18.2.13-14 (1915)

Traducion- Javier Rodolfo

Ensinamentos de Srila B.V.Puri Goswami Maharaj- espanhol

"aṇubhyaś ca mahadbhyaś ca
śāstrebhyaḥ kuśalo naraḥ
sarvataḥ sāram ādadyāt
puṣpebhya iva ṣaṭpadaḥ.
(Śrīmad-Bhāgavatam 11-8-10)
El ṣaṭpadaḥ es la abeja que colecta la miel. Él puede ir a una flor la cual es muy grande pero no contiene tanta miel. Sin embargo la abeja no ve el tamaño de la flor, pero cualquier miel que contenga la flor, la abeja tomará esa cantidad. De la misma manera, sarvataḥ sāram, en todos lados podemos ver algunas buenas cualidades. Cada entidad viviente posee buenas y malas cualidades, pero el devoto vera sólo lo bueno en ellos. Esta actitud es como la función de la abeja: recolectar miel. Pero la mosca nunca ira al lugar perfumado, ella será atraída sólo a lo desagradable, lugares sucios o al agua del desagüe. Los sādhus son como las abejas, ellos nunca aceptan las malas cualidades. Donde quiera que ellos van, los sādhus quieren equiparse ellos mismos con las buenas cualidades de otros. Ellos no ven lo malo en otros, permitirles disfrutar. Pero sólo aceptan lo bueno en ellos. Eso debes hacer. Sólo entonces puedes florecer. Eso es bhajana". ~ Śrīla Bhakti Vaibhava Purī Gosvāmī Mahārāja (Vṛndāvana 16-02-1992)


" Si realizas bhajana, nadie será capaz de destruirte. Al contrario, obtendrás un enorme poder más allá de tus expectativas. Pero si Si te llevas por ella, te habrás ido. Serás engañado, defraudado. Bhagavān le gusta sobornar al devoto, “Por favor toma esta remuneración. Haz hecho mucho servicio”. Él no le gusta estar en deuda con nadie, por lo tanto lo que sea que tú quieras Él te lo dará. Es por eso que uno de Sus nombre es Kṛtajña. Pero si el devoto no acepta Su soborno, en ese punto el bhakti vendrá. Debes ser como Prahlāda Mahārāja [quien no aceptó las ofrendas del Señor]. Tú también debes ser muy estricto [por dentro]. Exteriormente se puede hablar y mezclar con otros, pero internamente no debes mezclar. La gente no debe conocer tu corazón. Y tu deber es obtener la esencia, las buenas cualidades de otros. No debes estar satisfecho de que posees buenas cualidades. Debes pensar, 'Existen muchas personas buenas y dignas en el mundo. Dejame tomar sólo las buenas cualidades' ". ~ Śrīla Bhakti Vaibhava Purī Gosvāmī Mahārāja (Vṛndāvana 16-02-1992)

Traducion por Javier Rodolfo prabhu

In honor to tirobhav tithi of Sri Srimad Bhakti Gaurav Vaikhanas Goswami Maharaj- 28/01/2017

    One of the most proeminent disciple of Srila Prabhupad S.Thakur, Sri Srimad Bhakti Gaurav Vaikhanas Goswami Maharaj, the sanyassi guru of Srila B.D.Madhav, Srila B.J.Janardan and Srila B.P. Puri Goswamis and many others ....
    Below a lecture of Guru Maharaj Srila Tirtha Goswami about His glories:
    Parampujyapad Srimad Bhakti Gaurav Vaikhanas Maharaj appeared in 1877 on Pratipad-tithi during the dark fortnight in the month of Kartik. On 22nd January 1966, at the age of 89, he en...tered in to the mid-noon eternal pastimes of Sri Radha Krishna in the village Gonju, Distt. Ganjam.
    He had detachment to the worldly life. After seeing the portrait of Srila Prabhupad Bhakti Siddhanta Saraswati Goswami Thakur, he got attracted and completely surrendered to him. He accepted the shelter of Prabhupad in Sri Mayapur. In 1933, he took Harinam and Diksha.
    His earlier name was Sri Ujjvaleswar Patyayoshi and he served as a priest in the court of the king of Radgad district in Orissa. Seeing his extraordinary scholarliness, the king gave him the designation ‘Patyayoshi’.
    He was named Sri Ujjwal Rasananda Das after taking diksha from Srila Prabhupad. In the year 1934 after taking tridanda sannyas, he became known by name Tridandi Swami Srimad Bhakti Gaurav Vaikhanas Maharaj. On the Appearance day of Sriman Mahaprabhu, he accepted sannyas at Sri Yogpitha.
    In a rented house in Barhampur and in Gonju, he established Sri Saraswat Ashram. There he installed Sri Guru Gauranga Kishori Kishoranand Deities. He stayed there till the fag end of his earthly pastimes. At Tota-Gopinath temple in Puri, Our Most Revered Srila Gurudev Nityalila-pravista Om Vishnupad Srila Bhakti Dayita Madhava Goswami Maharaj was the first to accept sannyas from him. Later, Parampujyapad Srila Bhakti Pramode Puri Goswami Maharaj accepted sannyas from him at Champahati, Pujyapad Srimad Bhakti Saudh Ashram Maharaj accepted sannyas from him at Dumdum Math and Pujyapad Srimad Bhakti Jivan Janardhan Maharaj of Sri Gaur-vani Vinod ashram in Kharagpur also took sannyas from him.
    During the time of Prabhupad and later, Srila Vaikhanas Maharaj used to deliver speeches full with devotional conclusions in Sanskrit language. Even at his very old age, he had a strong remembrance power. I had heard him eloquently chant the prayers to the womb of Devaki, Prayers of Brahma, 5 chapters of Lord’s Rasa description, Prayers of Prahlad, Prayers of Gajendra, Prayers in Brahma Samhita, Prayers of Sri Rupa and Raghunath, entire Srimad Bhagavad-Gita and veda-mantras. He was an expert in mantra and tantra. He had also delivered a Brahmana, who became a Brahma-daitya, from the body of the spirits.
    By the request of Our Most Revered Srila Gurudev, Srimad Bhakti Gaurav Vaikhanas Maharaj had foot his holy foot prints in Hyderabad. Srila Gurudev, himself holding an umbrella, brought Srila Vaikhanas Maharaj with great grandeur.


Morte gloriosa ou caótica?

A morte é certa para todos, mesmo que os cientistas continuem a enganar o povo falando que conseguirão em breve acabar com a morte, ainda sim ela é certa e está sob as leis de Deus, ninguém pode ou poderá mudar isto. Este mundo não é para sermos felizes com as coisas daqui e sim um lugar de aprendizado. Todas as entidades vivas podem fazer um bom proveito neste mundo ao seguir as palavras dos santos e escrituras e ter uma vida exitosa e uma morte gloriosa. O espiritualista tem uma morte gloriosa enquanto o materialista tem uma morte caótica. Fisicamente falando, os Puranas descrevem que o materialista morre em tremenda lamentação e sofrimento, sua face fica aterrorizada e feia enquanto sua alma vai aos planetas infernais saindo pelo seu anus, causando a defecação no momento da morte caótica. A 'morte' do espiritualista é justo o oposto, Eu tenho visto isso com meus próprios olhos. Como meu Guru-dev ficou mais bonito e resplandescente quando estava partindo deste mundo. Sua face estava tranquila, deleitante e lágrimas de amor puro corria pelos olhos. Neste caso a alma sai por algum orifício superior do corpo (boca, narinas, ouvidos) e não há nenhum sinal nem mesmo de desconforto seja ele físico, mental ou espiritual. Este é o resultado de uma vida dedicada aos ensinamentos das escrituras sagradas e todos tem o direito de escolher que vida seguir, como morrer e qual será nosso destino após a morte e isto deve ser feito desde já pois na velhice ninguém pode praticar vida espiritual.
Foto- O Brahmana Ajamil sendo salvo pelos mensageiros de Vishnu das mãos dos mensageiros do senhor da morte quando estava prestes a morrer. Isto foi porque Ajamil havia praticado vida espiritual desde muito novo e mesmo tendo cometido vários pecados em sua fase adulta, ele pôde lembrar o nome de Narayan na hora da morte e então foi salvo da morte caótica. Depois deste incidente, ele foi a Haridwar, as margens do Ganges, aperfeiçoou seu espírito e foi ao reino de Deus de onde nunca mais voltará

Baldev b.

Movendo-se por linhas tortas

"Na filosofia de Friedrich Hegel, a Verdade progride através de tése, antitese e então sintese. A verdade move de maneira turva (Jesus tb disse 'Deus escreve certo por linhas tortas' - neste sentido ele disse isso). Na filosofia do Gaudiya Vaishnavismo a palavra 'vilasa' significa 'movimento lúdico, deleitante'. Você pode entender isto como significando que o Absoluto (Deus) está absorto em brincar. E isto é manifestado de uma maneira trapaceira. Uma serpente se move em zig zag, similarmente o movimento do Absoluto não é reto. Os divinos passatempos (atividades transcedentais) do Senhor é alguma coisa como isto. Isto é similar á ideia de Hegel- que a verdade se move através de uma linha torta através de tese, antitese e então sintese. Desta maneira a verdade é dinâmica, desenvolve e progride. O alemão Hegel foi o mais profundo pensador entre os filósofos ocidentais. Claro que existiram outros grandes eruditos alemães como Max Muller e outros. De fato, a Alemanha tinha uma admiração tão grande pela cultura da India que alguns livros que não mais podem ser encontrados hoje na India, podem ser encontrados na Alemanha.


  (Srila B.R.Sridhar Goswami)

Na era de Kali, somente o Nome

Srila Gurudev: “De krushna veio Krista e de Krista veio Cristo, Cristo é o mesmo que Krishna e então você pode cantar o nome de Cristo, ou Jeová, ou qualquer nome de Deus que você deseje”.
O importante nesta atual era é pronunciar, cantar ou recitar o Nome de Deus, Vishnu, Cristo, Krishna, Rama ou qualquer outro Nome autorizado de Deus. Dentre eles o Maha mantra é o melhor, maha ker dizer melhor ou maior e mantra é aquelas sílabas sagradas que não apenas libera a mente de toda impaciencia, insatisfação, luxúria etc.. mas conecta a alma com Deus fazendo com que a alma se sinta satisfeita em qualquer circunstancia que o destino a impõe. Em outras eras, meditação comum (astanga-yoga), sacrifício e puja (adoração á deidade) era o processo, porém nesta era o Senhor investiu toda sua misericórdia e potência no seu Nome Da Bíblia: "Louvado seja o santo Nome". Dos Vedas: "Não há outro processo de liberação nesta era a não ser a recitação do Nome". Sendo assim aqueles que recitam o Nome receberão a misericórdia divina. Basta recitar o Nome ou o Maha mantra por alguns minutos pela manhã que a pessoa sentirá os efeitos rapidamente. O processo mais fácil e poderoso é concedido na era mais baixa. Maior a necessidade maior a misericórdia. Não há nenhuma regra para recitar o Nome.

Baldev b.

Possível pela graça.

No decorrer do Srimad Bhagavad Gita, Arjun diz que seu maior inimigo não está fora, mas dentro dele- a própria mente. Quando a mente contempla objetos e pessoas mundanas ela se apega a tais objetos e cai nas armadilhas da ilusão. Então, é essencial para o espiritualista sério controlar a mente através da prática espiritual principalmente pelo canto do Nome e meditação Nele. Porém, mesmo após controlar a mente e os sentidos o yogui terá que determinadamente controlar o desejo por fama ie. pratistha. Este desejo é ainda mais pertinente do que o desejo por sexo, é mais sutil pois mora no ego (ahamkara) que é mais sutil que a inteligência e a mente, é a ultima cobertura da alma. Assim sendo, o devoto sincero deve orar pela misericórdia do Senhor para que todos estes desejos sejam erradicados do coração e que apenas o desejo de satisfazer os desejos Dele (Deus) permaneça dentro dele. Pela graça Dele esta quase impossível tarefa pode se tornar possível. Gour Haribol!

Sri Gurudev B.V.Narayan Goswami chant 'krpa bindu diya'

Gaudiya Math Kirtan outside Iskcon Mayapur

Mensagem de natal

No começo do Srimad Bhagavad Gita, o amigo de Bhagavan Sri Krishna- Arjun, argumenta com o Senhor. Ele diz a Krishna que participar daquela batalha com a missão de matar os próprios parentes, amigos, guru militar etc., era pior do que a própria morte, e que atuando desta maneira ele incorreria em pecado. Então, o Senhor Supremo Sri Krishna diz a ele: "Ó Arjun! Para os ignorantes suas palavras parecem sábias, porém elas são fruto apenas da ilusão e do sentimentalismo. O sábio não se lamenta nem pelos vivos nem pelos mortos. O sábio não é residente do plano sentimental mas sim da realidade espiritual. A alma nunca pode ser morta por nenhuma arma, fogo ou de qualquer outra forma. Aqueles que nasce terá que deixar o corpo e aquele que deixa o corpo terá que tomar outro corpo novo. Ninguém deve se apegar a nenhuma outra pessoa além de Deus pois o fruto do apego é apenas sofrimento e lamentação. Além disso, um kshatria (classe de guerreiro) tem o dever de executar seu dharma participando das batalhas santas. Covardemente fugir dela o causará apenas infâmia para ti e toda sua dinastia".
Assim, Krishna ensinou a Arjun a diferença entre o corpo e a alma (espírito) que é a base da vida espiritual. Conceitos religiosos que enfatizam atividades relacionadas apenas com o corpo e a mente são nada mais que decepção e sentimentalismo como expressados por Arjun e refutados por Deus em pessoa- Krishna. Por isso é que no final do Bhagavad Gita, Krishna diz a Arjun: "Ó Arjun, esqueça todas as instruções prévias que te dei sobre tópicos relacionados com o corpo e a mente e simplesmente renda-te a mim (á minhas instruções). fazendo isto você será vitorioso em todos os sentidos. Não temas".
Na Bíblia também encontra-se várias instruções sobre a futilidade de atividades com propósitos mundanos e sentimentais e a necessidade de uma vida eterna- espiritual na morada do Senhor como a única maneira da alma se tornar feliz. Infelizmente nesta era de hipocrisia e duplicidade o superficialista se contenta em falsamente adorar Jesus por orar e comer peru em sua lembrança. Que o Senhor Jesus nos proteja de tal falsidade. Que o Pai dele Sri Krishna Chaitanya nos dê a realização da concepção eterna (sanatana dharma) em nossas vidas. Que os sinceros espiritualistas livrem o mundo das infinitas concepções errôneas acerca da religião eterna.


baldev brahmcari